OURO E PRATAcarlos lozekanbohn gassivete correametalurgicosdom boscocpersamgsreletroformagente newsfumssarequipe silvanacentro auditivoCLIMATIZARcfc alvoradaAnderson advocaciadragões do orientehey peppersCOLABORETreterOuro e Pratastok center zaffarivida e saúdeCarpenedoAMGSRREQUINTE NOIVASMetalurgica Marksda pazrede luferchico
Aumento de veículos na região obriga novas medidas
Santa Rosa tem um carro para cada 1,7 habitantes
Santa Rosa tem um carro para cada 1,7 habitantes
Santa Rosa tem um carro para cada 1,7 habitantes

 

Não precisa ser um bom observador para se dar conta de que o número de carros aumentou em praticamente todos os municípios do Brasil. O aumento do número de empregos, e as facilidades para se conseguir financiamentos para aquisição de automóveis são dois dos principais motivos para o aumento da frota de veículos. 
SANTA ROSA
Aumento de 60% no número de carros em 8 anos 
Polo regional e contando com uma população fixa de 68.573 habitantes, a cidade de Santa Rosa já apresenta problemas de trânsito comparável às grandes cidades. Nas horas de pico invariavelmente são registrados congestionamentos na região central da cidade, que conta com um infindável número de rotatórias, nem sempre eficientes para o escoamento do trânsito. Com uma frota de 39.687 veículos, o município tem uma média de um carro para cada 1,7 habitantes. Entre o ano de 2004 e 2012, houve um acréscimo de 60% no número de veículos automotores, 
TUCUNDUVA
Um carro para cada dois habitantes 
Segundo números disponíveis no site do Detran/RS, no município de Tucunduva houve um aumento na frota na ordem de 44% de 2004 até o ano de 2012. De acordo com as informações do Detran, em 2004 circulavam pelas ruas do município de Tucunduva 2.129 veículos, entre motos, automóveis, caminhonetes, e outros veículos motorizados. 
Hoje já são 3.065. Segundo o último senso do IBGE, cujos números foram divulgados em 2010, o município possui uma população de 5.883 pessoas, o que dá uma média de um carro para cada 1,9 habitante. Menos de 1 veiculo para cada 2 pessoas. Outro dado disponível no site é referente ao sexo dos condutores. 
Em Tucunduva os motoristas do sexo masculinos formam a grande maioria dos condutores, tendo 1.875 homens, contra apenas 776 motoristas do sexo feminino. Mesmo com aumento significativo na frota, trânsito em Tucunduva ainda é  muito tranqüilo. 
TUPARENDI
Aumento na frota de veículos fez com que fossem adotadas novas medidas 
O município de Tuparendi já começa a enfrentar problemas de trânsito no centro da cidade devido ao aumento de veículos em circulação. Em 2011 a Câmara de Vereadores e o Conselho Municipal de Trânsito chegaram a promover uma Audiência Pública para debater o assunto. 
Uma das providências sugeridas na Audiência já foi implementada, que é adoção do sistema de rotatórias em dois pontos de grande convergência de carros, nos cruzamentos das Avenidas Tucunduva e Uruguai, e na Avenida Mauá com a Uruguai. Proporcionalmente o número de veículos em Tuparendi é ainda maior do que  em Tucunduva, sendo que existe 1 carro para cada 1,78 habitantes. 
De acordo com os dados fornecidos pelo Detran, 4.800 veículos circulam nas ruas, avenidas e vicinais do município atualmente, que tem uma população oficial de 8.557 pessoas, segundo o IBGE. Em 2004, eram apenas 3.114, um aumento de mais de 54% no número de veículos em menos de uma década.  A justificativa é o aumento de vagas de emprego no município, com abertura de novas indústrias e o aquecimento das vendas na indústria e no comércio ao longo dos últimos anos. 
A boa safra de soja do ano de 2011 não parece ter influenciado no aumento da compra de veículos entre 2011 e 2012, já que de um ano para o outro houve um acréscimo de apenas 57 novos carros. Assim como em Tucunduva, o número de motoristas do sexo feminino é menos do que a metade dos homens. Dos 4800 carros que circulam no município, 1125 deles são dirigidos por mulheres. 
PORTO MAUÁ
Frota pequena, mas com circulação intensa
Desta pesquisa Porto Mauá é o que possui o menor índice de veículos por habitantes. A média é de 1 carro para cada 2,53 habitantes. No entanto é provavelmente a cidade  com maior circulação de veículos entre os municípios pesquisados. 
Portal de entrada para turistas que viajam para a Argentina e o Paraguai, e principal destino dos veranistas da região  durante a temporada de verão, Porto Mauá chega a registrar filas quilométricas de veículos que aguardam para passar a fronteira. A atual frota licenciada no município, conta com 1.005 veículos, e registrou um aumento de 2004 até 2012, de 47.5% na frota, um aumento proporcional só menor do que o registrado em Tuparendi. Um dado curioso é o baixo número de motoristas do sexo feminino. 
Da atual frota, que conta com 1.005 veículos, somente 197 mulheres estão devidamente habilitadas para dirigir. 
NOVO MACHADO
O menor número de mulheres motoristas e menor aumento na frota em 8 anoS
Dos quatros municípios pesquisados o município de Novo Machado apresentou o menor aumento no número de carros entre os anos de 2004 e 2012. Em pouco mais de oito anos, foram licenciados 427 novos veículos no município. Atualmente são 1709 carros circulando, um aumento de apenas 33,33% na frota.
Um dos motivos para a pequena renovação da frota, é de que o município é essencialmente agrícola, e as sucessivas quebras de safra, bem como baixo preço dos produtos, fez com que a compra de veículos não aumentasse na mesma proporção que em outros municípios. Outro fator alegado, é de que Novo Machado durante todos estes anos não possuía nenhuma ligação asfáltica, o que retraía a aquisição de novos veículos.  
Outro número que chama a atenção em Novo Machado, é que o município registra o menor índice de mulheres habilitadas para dirigir, são apenas 253 motoristas do sexo feminino. 
HORIZONTINA
Um carro para cada 1,5 habitante. 
Em Horizontina o trânsito também preocupa e incomoda, tanto que na principal rua  da cidade, a Uruguai, foi adotado o sistema de mão única devido ao grande fluxo de automóveis no centro. Horizontina é um dos municípios com maior índice de veículos por habitantes no estado, tendo um carro para cada 1,5 habitantes. 

Não precisa ser um bom observador para se dar conta de que o número de carros aumentou em praticamente todos os municípios do Brasil. O aumento do número de empregos, e as facilidades para se conseguir financiamentos para aquisição de automóveis são dois dos principais motivos para o aumento da frota de veículos. 

 

SANTA ROSA

Aumento de 60% no número de carros em 8 anos 

Polo regional e contando com uma população fixa de 68.573 habitantes, a cidade de Santa Rosa já apresenta problemas de trânsito comparável às grandes cidades. Nas horas de pico invariavelmente são registrados congestionamentos na região central da cidade, que conta com um infindável número de rotatórias, nem sempre eficientes para o escoamento do trânsito. Com uma frota de 39.687 veículos, o município tem uma média de um carro para cada 1,7 habitantes. Entre o ano de 2004 e 2012, houve um acréscimo de 60% no número de veículos automotores, 

 

TUCUNDUVA

Um carro para cada dois habitantes 

Segundo números disponíveis no site do Detran/RS, no município de Tucunduva houve um aumento na frota na ordem de 44% de 2004 até o ano de 2012. De acordo com as informações do Detran, em 2004 circulavam pelas ruas do município de Tucunduva 2.129 veículos, entre motos, automóveis, caminhonetes, e outros veículos motorizados. 

Hoje já são 3.065. Segundo o último senso do IBGE, cujos números foram divulgados em 2010, o município possui uma população de 5.883 pessoas, o que dá uma média de um carro para cada 1,9 habitante. Menos de 1 veiculo para cada 2 pessoas. Outro dado disponível no site é referente ao sexo dos condutores. 

Em Tucunduva os motoristas do sexo masculinos formam a grande maioria dos condutores, tendo 1.875 homens, contra apenas 776 motoristas do sexo feminino. Mesmo com aumento significativo na frota, trânsito em Tucunduva ainda é  muito tranqüilo. 

 

TUPARENDI

Aumento na frota de veículos fez com que fossem adotadas novas medidas 

O município de Tuparendi já começa a enfrentar problemas de trânsito no centro da cidade devido ao aumento de veículos em circulação. Em 2011 a Câmara de Vereadores e o Conselho Municipal de Trânsito chegaram a promover uma Audiência Pública para debater o assunto. 

Uma das providências sugeridas na Audiência já foi implementada, que é adoção do sistema de rotatórias em dois pontos de grande convergência de carros, nos cruzamentos das Avenidas Tucunduva e Uruguai, e na Avenida Mauá com a Uruguai. Proporcionalmente o número de veículos em Tuparendi é ainda maior do que  em Tucunduva, sendo que existe 1 carro para cada 1,78 habitantes. 

De acordo com os dados fornecidos pelo Detran, 4.800 veículos circulam nas ruas, avenidas e vicinais do município atualmente, que tem uma população oficial de 8.557 pessoas, segundo o IBGE. Em 2004, eram apenas 3.114, um aumento de mais de 54% no número de veículos em menos de uma década.  A justificativa é o aumento de vagas de emprego no município, com abertura de novas indústrias e o aquecimento das vendas na indústria e no comércio ao longo dos últimos anos. 

A boa safra de soja do ano de 2011 não parece ter influenciado no aumento da compra de veículos entre 2011 e 2012, já que de um ano para o outro houve um acréscimo de apenas 57 novos carros. Assim como em Tucunduva, o número de motoristas do sexo feminino é menos do que a metade dos homens. Dos 4800 carros que circulam no município, 1125 deles são dirigidos por mulheres. 

 

PORTO MAUÁ

Frota pequena, mas com circulação intensa

Desta pesquisa Porto Mauá é o que possui o menor índice de veículos por habitantes. A média é de 1 carro para cada 2,53 habitantes. No entanto é provavelmente a cidade  com maior circulação de veículos entre os municípios pesquisados. 

Portal de entrada para turistas que viajam para a Argentina e o Paraguai, e principal destino dos veranistas da região  durante a temporada de verão, Porto Mauá chega a registrar filas quilométricas de veículos que aguardam para passar a fronteira. A atual frota licenciada no município, conta com 1.005 veículos, e registrou um aumento de 2004 até 2012, de 47.5% na frota, um aumento proporcional só menor do que o registrado em Tuparendi. Um dado curioso é o baixo número de motoristas do sexo feminino. 

Da atual frota, que conta com 1.005 veículos, somente 197 mulheres estão devidamente habilitadas para dirigir. 

 

NOVO MACHADO

O menor número de mulheres motoristas e menor aumento na frota em 8 anos

Dos quatros municípios pesquisados o município de Novo Machado apresentou o menor aumento no número de carros entre os anos de 2004 e 2012. Em pouco mais de oito anos, foram licenciados 427 novos veículos no município. Atualmente são 1709 carros circulando, um aumento de apenas 33,33% na frota.

Um dos motivos para a pequena renovação da frota, é de que o município é essencialmente agrícola, e as sucessivas quebras de safra, bem como baixo preço dos produtos, fez com que a compra de veículos não aumentasse na mesma proporção que em outros municípios. Outro fator alegado, é de que Novo Machado durante todos estes anos não possuía nenhuma ligação asfáltica, o que retraía a aquisição de novos veículos.  

Outro número que chama a atenção em Novo Machado, é que o município registra o menor índice de mulheres habilitadas para dirigir, são apenas 253 motoristas do sexo feminino. 

 

HORIZONTINA

Um carro para cada 1,5 habitante. 

Em Horizontina o trânsito também preocupa e incomoda, tanto que na principal rua  da cidade, a Uruguai, foi adotado o sistema de mão única devido ao grande fluxo de automóveis no centro. Horizontina é um dos municípios com maior índice de veículos por habitantes no estado, tendo um carro para cada 1,5 habitantes. 

 

Pesquisar no site
del valeSS Assessoria e ConsultoriaAlto Uruguai Empréstimos
soniaAgrimaqaquilesmauricio imoveistoda hora
lirescentral peçasvico farmamarcos solomaosquash
fonsecacasa praticacapaverdemultivideo locadora
cinema