ALDAIR MELCHIORjeferson fernandesfonsecamarcia da fundaçãoPPptbpsbpcdobsindisaudesindicontábilSIND SERV MUNICIPAISescritorio chicoalvoradamantei advocaciaespaço petCredi Missões eletron fortimobiliaria santa rosacentral do gás copa gazESCRITÓRIO ZIMMERMANNamgsrSIND SERV MUNICIPAISAGRITECampliar assessoria atendimento pscicologicoposto royaleenphase
Prefeitura, Acisap e Cooperativas tratam sobre oportunidades de negócios entre Santa Rosa e a China
Prefeitura, Acisap e Cooperativas tratam sobre oportunidades de negócios entre Santa Rosa e a China
Prefeitura, Acisap e Cooperativas tratam sobre oportunidades de negócios entre Santa Rosa e a China

O prefeito em exercício Marcos Knorst, juntamente com o Superintendente Geral de Governança, Fernando Classmann, recebeu na manhã de quarta-feira, 17, na sala de reuniões da prefeitura a visita do presidente da Acisap, Odaylson Eder, do diretor de Desenvolvimento Econômico da Acisap, Anderson Mantei, do presidente da Cotrirosa, Eduino Wilkon, do Superintendente da Cotrirosa, Adair Galera, do presidente da Coopermil, Joel Capeletti e do Supervisor de Grãos da Coopermil, Sidinei Lodi.

O assunto principal da reunião são as oportunidades de negócios com a China na linha de exportação de produtos industrializados e semi industrializados. Recentemente Odaylson, Anderson e Marcos, estiveram em Xangai representando o município em uma comitiva brasileira de negócios.

Conforme Anderson Mantei, Diretor de Desenvolvimento Econômico da Acisap, a China visa  rotas comerciais diretas com países produtores de alimentos e o Brasil é um dos principais exportadores. "Eles produzem apenas 30% do que consomem em termos de alimentos e a nossa região tem uma diversificação de produtos de qualidade capaz de atingir o mercado Chinês", avalia Anderson.

Ele acrescenta que é preciso construir viabilidades e capacidade produtiva na linha de exportação e é nesse sentido que provocamos o assunto com as cooperativas de produção de nosso municipio, de buscar abertura de mercado para exportação de alimentos, bem como atração de investimentos, que refletira em toda a cadeia produtiva. "É possível dizer que nossas cooperativas têm todas as condições e capacidade produtiva para atrair o mercado Chinês" concluiu.

Além disso, como resultado da reunião ficou definida a realização de novos encontros para intensificar a formatação de projetos e aprofundar relacionamentos de negócios com o país Asiático.

Pesquisar no site
kprixo lavagemRW AUTO SOM
CAZEARTES Palletsamgsr
mugicada paz
cine globo